Peça teatral As Bem Aventuranças nos dias atuais emociona o público no encerramento do 10° Congresso

Atualizado: 17 de Out de 2019

Momento artístico abordou a construção do Reino de Deus no coração dos homens e da trajetória dos 500 de Galileia


É verdade que ninguém poderá ver o Reino dos Céus se não nascer de novo, disse-nos o Cristo há mais de dois mil anos. E é sobre este renascimento que a peça teatral “As Bem Aventuranças nos Dias Atuais” esclareceu o público logo antes do encerramento do 10° Congresso Espírita do RS neste domingo (13).

O espetáculo teve roteiro adaptado do capítulo 3, do Livro Boa Nova, de Humberto de Campos, psicografado por Francisco Xavier e emocionou e surpreendeu os presentes com uma a interpretação de um momento de passagem de Jesus (interpretado por Allex Manzônia) por Jerusalém onde encontra-se com pensadores, doutores da Lei e um futuro juiz (interpretado por Paulo André Souza) que não compreendem o que significa o Reino de Deus.


A história aborda a incompreensão por parte destes homens no trabalho de Cristo na construção da relação dos homens com Deus. Ainda, o público tocou-se com a reflexão trazida pelo personagem interpretado por Vitor Gabriel Queiroz, que fala sobre o chamado de Jesus para a transformação e a busca da verdadeira felicidade através da caridade, da misericórdia e do perdão.

A peça surpreendeu o público ao relembrar da trajetória e missão dos quinhentos da Galiléia no serviço da evangelização das coletividades terrestres, sob a inspiração de Jesus. A história demonstra que este povo não imaginava que a palavra do Mestre ultrapassaria os séculos.

Ainda assim, os quinhentos representam até os dias atuais o fermento renovador do mundo, e continuam a reencarnar em todos os tempos, nos mais diversos tempos e lugares, ensinando a verdade e abrindo novos caminhos de luz.


Ao encerramento do espetáculo, crianças uniram-se ao público para entrega de flores e distribuição de abraços aos congressistas enquanto os corais Vozes Fraternas e Despertarte foram regidos por André Cascaes na interpretação da canção Aos Pés do Monte, de Tim e Vanessa.

112 visualizações
REALIZAÇÃO:

© 2018 por Federação Espírita do Rio Grande do Sul

Área de Comunicação Social Espírita

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram